“TÃO NATURAL QUANTO A LUZ DO DIA.”
“Porque nada volta a ser como era antes. Depois que algo é quebrado sempre vão existir marcas que vão provar que algo esteve errado. Não existe segundas chances quando um coração é magoado. Não existe outras oportunidades para algo que se deixou passar.” — Caio Fernando Abreu.”
ask me F.a.q Submit script
Home
»
©THEME POR DISTORCIDA
“No capricho do tempo, num sopro do vento.
Sou um barco contra corrente.
Um livro de trás pra frente.
Cheio de poesia incoerente.
Ergui a cabeça e abri a mente.
Lá estava ela, dona de uma beleza infinita.
Num vestido de luz, com sapatos azuis.
Eu conheci a garota mais bonita da cidade.”

script
“Nunca fui atrás, tampouco procurei saber. Por uma única e elementar razão: esquecer você foi a coisa mais difícil que já fiz na vida.”
Gabito Nunes. (via auroriar)

script
“Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio. Porque metade de mim é partida, mas a outra metade é saudade. Porque metade de mim é o que ouço, mas a outra metade é o que calo. Porque metade de mim é o que eu penso, mas a outra metade é um vulcão. Que o medo da solidão se afaste, e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável. Porque metade de mim é a lembrança do que fui, a outra metade eu não sei. Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço. Porque metade de mim é amor e a outra metade também.”
Oswaldo Montenegro. (via inverbos)

script
“Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio. Porque metade de mim é partida, mas a outra metade é saudade. Porque metade de mim é o que ouço, mas a outra metade é o que calo. Porque metade de mim é o que eu penso, mas a outra metade é um vulcão. Que o medo da solidão se afaste, e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável. Porque metade de mim é a lembrança do que fui, a outra metade eu não sei. Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço. Porque metade de mim é amor e a outra metade também.”
Oswaldo Montenegro. (via inverbos)

script
“Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio. Porque metade de mim é partida, mas a outra metade é saudade. Porque metade de mim é o que ouço, mas a outra metade é o que calo. Porque metade de mim é o que eu penso, mas a outra metade é um vulcão. Que o medo da solidão se afaste, e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável. Porque metade de mim é a lembrança do que fui, a outra metade eu não sei. Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço. Porque metade de mim é amor e a outra metade também.”
Oswaldo Montenegro. (via inverbos)

script
“Ultimamente os dias estão me matando. A cada hora que se passa me sinto mais fraco e com a vida reduzida. Estou morrendo diariamente e neste instante estou passando por este processo. Será loucura pensar assim? Decepções, solidão, mentiras, pessoas, TV, política, hipocrisia, tudo tem me deixado triste, tudo isso tem me matado, mas sempre há algum fator que em meio a esses destroços que te deixa motivado, ainda vivo. O meu? A poesia.”
Percursor.  (via oxigenio-dapalavra)

script
“A verdade é que eu não amo ninguém. Ou melhor, eu não estou amando ninguém. Talvez, esse seja o motivo de eu não sair por aí distribuindo “eu te amo” pra qualquer um. Eu tenho coração sim, afinal, eu preciso de um órgão para bombear o sangue. Desculpa o tom de ironia, não consigo evitar.”
Querido John. (via carencias)

script
“O amor é uma decisão. Nós não podemos controlar quem encontramos em nossa jornada. Mas quem deixamos ficar, quem deixamos ir embora e quem você se recusa a deixar ir, será sempre com você. Lembre-se sempre de que a felicidade é uma escolha.”
Desconhecido. (via enoitecer)

script
“Não era o meu dia. Minha semana. Meu mês. Meu ano. Minha vida. Caramba.”
Charles Bukowski (via onirias)

script

script
“É estranho não é? Conversar com a pessoa e perceber que nada é como antes.”
Hey, I still want you. (via esmorecidas)

script
“Hoje eu percebi que a vida vai mais além do que ficar se lamentando por algo que não deu certo. Sabe aquele momento em que a gente deita pra dormir e sonha um monte de coisa antes de pegar no sono? Foi ai que eu percebi que já fazia meses que eu só sonhava acordado com você. Com o por quê de você ter seguido sem mim. Se o problema era eu ou as minhas manias estranhas. Eu sou tão difícil, complicado, feio e estranho assim que ninguém é capaz de me amar? Meus olhos já estavam começando a encher de lágrimas quando me dei conta que a vida continua. Com ou sem você. Eu era uma pessoa feliz, apesar de tudo. Com uma família complicada mas que me ama, com alguns amigos anormais, poucos, mais verdadeiros. Então por que lamentar? Parecia que era a primeira vez que alguém tinha me dado um pé na bunda. Deus, não era. Eu sobrevivi antes e sobreviveria dessa vez. E da próxima e da próxima… até encontrar um amor que não machuque, que aceite toda minha bagunça e meus medos, um amor que não deixe o próximo existir. Então fechei os olhos e dormir feito um anjo.”
— Querido John (via querido—john)

script
“Mas era assim. Teimosa a ponto de, quando uma professora, me apontando um desenho meu, insinuou “Falta uma coisa aqui, não é?” eu respondi: “Nasceu assim, fica assim mesmo””
Clarice Lispector.  (via enoitecer)

script
“Qual é? Morrer é um cliché. Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.”
Pedro Bial. (via autorias)

script
“Não importa a idade que você tem, nem mesmo se é uma pessoa famosa ou se vive no anonimato. Também não importa se está a passar por uma derrota ou se está no auge do sucesso, nem importa também se, em algumas situações, você está angustiado, tenso, desesperado e tem de admitir que não estava certo. O que importa é que você conquistou o direito de ser um ser humano, consciente, inteligente e livre. A sua vida é mais importante do que todo o dinheiro do mundo e mais valiosa do que todos os aplausos das multidões. Traga sempre na sua memória que, ainda que esteja em filas no banco, no trânsito, no supermercado, você não é mais uma conta bancária, nem mais um número de identidade ou de cartão de crédito e, que se não existisse, o universo não seria o mesmo.”
Augusto Cury (via delator)

script